Órgão vinculado à Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável  
Fepam
    Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler - RS   




 

 





Agendamento de Atendimento

Agendamento de Atendimento

Balneabilidade 2016-17

Diretrizes para Licenciamento de Hidrelétricas (CGHs e PCHs)

Zoneamento Ecológico-Econômico






PROGRAMAS E PROJETOS

PESQUISAS AMBIENTAIS

Área 4 (Geoquímica Ambiental associada à sensoriamento remoto)

1) Avaliação da Qualidade da Água e Usos do Solo na Bacia Hidrográfica do Rio Camaquã

O projeto FEPAM-FNMA teve como objetivos avaliar a qualidade das águas superficiais em drenagens do alto-médio curso do Rio Camaquã e levantar os usos do solo na área total da BHRC, para gerar subsídios ao gerenciamento ambiental da região envolvida. A BHRC apresenta problemas relacionados com erosão, desmatamento, impactos por mineração e práticas agrícolas nem sempre adequadas, já sendo verificados também alguns problemas de demanda hídrica em uma de suas sub-bacias.

Análises físico-químicas em águas e sedimentos de corrente pertencentes ao alto e médio curso do Rio Camaquã, foram efetuadas entre janeiro e setembro de 1996, com freqüência, respectivamente, mensal e semestral, para identificação de poluentes, épocas e locais críticos à qualidade do ambiente aquático superficial. O levantamento dos usos atuais do solo em toda a bacia hidrográfica e a identificação de áreas onde os usos são compatíveis ou não com a preservação de parques já legalmente criados e com a aptidão agrícola das terras (áreas críticas, sub ou superutilizadas) foram realizados através da utilização de imagens do satélite e de cartas topográficas. As informações assim obtidas foram complementadas por levantamentos de campo.

Resultados

No município de Lavras do Sul foram detectados locais com contaminação residual por mercúrio, cuja concentração atingiu 5220 ng/g em amostra de sedimento de lago contendo antigos rejeitos de beneficiamento de ouro. Essa contaminação localizada, mas persistente, não atingiu os sedimentos de corrente e as águas superficiais das drenagens próximas, que apresentaram valores médios de Hg dentro dos limites para classe 2 do CONAMA - Resolução 20/86. No município de Caçapava do Sul, a sub-bacia do Arroio João Dias apresentou contaminação residual por cobre com concentrações que atingiram até 10724 mg/kg na fração silto-argilosa de sedimentos de corrente, enquanto as águas superficiais, no trecho impactado pela mineração, superaram o valor limite para classe 2 do CONAMA em 100% das amostragens realizadas. Estes resultados indicaram ser esta uma das sub-bacias mais críticas quanto à contaminação por Cu em todo o Estado do RS.

A metodologia adotada para a identificação de áreas críticas quanto aos usos dos solos na Bacia Hidrográfica do Rio Camaquã (BHRC) mostrou que, apesar da existência de áreas relativamente grandes, onde o uso do solo é considerado adequado, torna-se preocupante a extensão com que ocorrem áreas potencialmente críticas pela super utilização agrícola, bem como, a ocorrência de três locais de conflito de uso do solo em áreas originalmente destinadas a parques (municípios de Camaquã e Encruzilhada do Sul). A maioria das áreas críticas situa-se na parte leste da BHRC, mais fragilizada ambientalmente,. A parte oeste encontra-se melhor preservada, apresentando, por outro lado, áreas sub utilizadas do ponto de vista agrícola. Em certas áreas é visível a degradação de matas ciliares em alguns municípios (Piratini e Canguçu).


COORDENAÇÃO: Geol. Maria Heloisa Degrazia Pestana
E-MAIL: mhdpestan@fepam.rs.gov.br
EXECUÇÃO: FEPAM e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS - IG;CEPSRM) Período: 1995-1998
FINANCIAMENTO: Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA) do Ministério do Meio Ambiente dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal (MMA)
Situação: concluído
FEPAM - Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler
Proteja o Meio Ambiente. Você também é parte dele.
Av. Borges de Medeiros 261 – 90020-021 - Porto Alegre – RS
Central de Atendimento: 3288.9444 – 3288.9544 – 3288.9451
Horário da Central de Atendimento: 09:00-12:00 / 14:00-17:00
2002 - 2017 © Copyright - Todos os direitos reservados.